Arquivo da tag: compras coletivas

organizai

Site Organizaí adquire o site de negócios de cupons Junte Cupons

Algumas movimentações de consolidação do mercado de compras coletivas tem acontecido com maior frequência neste início de ano. Desta vez registramos a compra por parte do site Organizaí, que adquiriu o site de negociação de cupons Junte Cupons.  Na última terça-feira divulgamos a negociação do site agregador de ofertas Desconto Fortaleza pelo site Barato Coletivo.

O site Organizaí tem como principal atividade,  facilitar aos usuários compradores de cupons através de sites de compras coletivas, permitindo que os usuários possam organizar os cupons de ofertas adquiridos em diversos sites de compras coletivas, para evitar a perda de validade ou até colocar a venda os cupons que por qualquer motivo, o usuário não vai utilizar.

Os empreendedores Bruno Andrade e André Fonseca, efetuaram o investimento de 70 mil reais para iniciar as atividades do site Organizaí. Fonseca disse que “A aquisição do Junte Cupons fortalece a marca Organizaí, aumenta nossa base de usuários e nos consolida como principal ferramenta para organizar a vida dos consumidores de compras coletivas”

Roberto Junior que juntamente com Rodrigo Lopes criaram o Junte Cupons, informou.”Fomos procurados por algumas empresas do setor e consideramos que o Organizaí possui bastante sinergia com nossa proposta e será uma ótima casa para os nossos usuários” concluiu.

“Nas próximas semanas, vamos anunciar um novo serviço de inteligência de mercado que promete aumentar o conhecimento que o gestor  de um site de compras coletivas tem sobre o seu negócio e seus concorrentes. Seremos referência em soluções para atender tanto aos consumidores quanto aos sites de compras coletivas”, diz Lucca Mordente, gerente de produto do site Organizaí.

 

CRO  e as compras coletivas

Groupon e Clickon são proibidos de ofertar serviços odontológicos

Conforme decisão tomada no dia 5 de janeiro, o Juiz Hildo Nicolau Peron, da Segunda Vara da Justiça Federal de Florianópolis, impede que os sites de compras coletivas Clickon, Groupon e Cuppon possam efetuar ofertas de tratamentos odontológicos ou anúncios publicitários de Odontologia, com informações de preços, serviços gratuitos ou formas de pagamento.

Para o magistrado, estas ofertas contrariam lei que regulamenta o exercício profissional da Odontologia bem como o código de ética. A sentença judicial que cabe recurso, também define a obrigação dos referidos sites, de efetuar divulgação da sintese da decisão em jornal impresso dominical.

O principal argumento do CRO-SC Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina, foi o fato de ter recebido de odontólogos da associação, diversas denúncias de práticas adotadas pelos sites de compras coletivas, que veiculavam publicidade com referências a procedimentos odontológicos, que infringiam a Lei 5.081/66 bem como o código de defesa do Consumidor e o Código de Ética profissional.

O CRO-SC, relata que a oferta sem controle dos serviços e sem qualquer tipo de indicação, pode trazer graves riscos á saude, tendo em vista que os procedimentos odontológicos não são produtos ou serviços padronizados. Considerando que os tratamentos seguem indicação e limitação clínica para cada paciente, e que não podem ser comercializados de maneira conjunta e aleatória.

Tanto os site Groupon como o Clickon e  Cuppon, protocolaram requerimento justificando a improcedência da Ação provocada pelo CRO. O Groupon alegou ainda a ilegitimidade passiva em sua defesa. Para o juiz Federal, o Groupon é fornecedor intermediário entre o consumidor e o fornecedor final. Assim sendo se submete ao Codigo de Defesa do Consumidor, por fazer parte da relação de consumo, conforme previsto no artigo 3º do código onde afirma que: “Fornecedor é toda pessoa física ou jurídica, pública ou privada, nacional ou estrangeira, bem como os entes despersonalizados, que desenvolvem atividade de produção, montagem, criação, construção, transformação, importação, exportação, distribuição ou comercialização de produtos ou prestação de serviços’’.

Ainda na justificativa ‘‘Os sites de compras coletivas colimam circular bens e serviços ofertados pelos fornecedores primários, e mesmo não adquirindo os produtos e serviços, como comumente fazem os comerciantes, intermedeiam as vendas com participação indireta nos lucros percebidos pelos fornecedores primários, cobrando comissão. Assim sendo, a relação entre o site e o consumidor será sempre de consumo, sendo aquele um comerciante para fins de aplicação do CDC.’’Diante do exposto o argumento de ilegitimidade passiva da empresa foi afastado pelo juiz.

Até o momento não tivemos confirmação de encaminhamento dos possíveis recursos a esta decisão do Juiz Federal de Santa Catarina, por parte dos sites de compras coletivas Groupon, Clickon e Cuppon.

Fonte: http://www.conjur.com.br

super destinos

Super Destinos tem ofertas de hotéis e pousadas com preço mais barato

O site Super Destinos é a mais nova aposta do grupo Hotel Urbano que anuncia um novo site, com ofertas em hotéis, pousadas e pacotes turisticos para compras coletivas, com valores mais acessíveis para um público alvo que cresce a cada dia na classe média brasileira.

A previsão de entrada no ar inicialmente anunciada para o dia 16 passado, segundo Ana Paula Bonifácio, da assessoria de imprensa, foi adiada para o início de fevereiro.  O Super Destinos terá um apelo mais comercial, desde a linguagem utilizada no site como também do layout  que apresentará as ofertas aos usuários.  Ao acessar o site o internauta escolhe o destino e efetua o pagamento. Com a confirmação o comprador recebe a liberação de utilização da oferta. Um sistema com atendimento personalizado de televendas também estará a disposição dos usuários.

Segundo a empresa o novo projeto tem investimento inicial de R$ 13 milhões para os primeiros 12 meses, que serão distribuídos na plataforma de trabalho, investimentos em marketing e estruturação comercial do negócio.  No decorrer dos próximos quatro anos estão previstos investimentos da ordem de R$ 96 milhões. Espera-se que o faturamento no primeiro ano alcance a soma de R$ 60 milhões.

A diretora de Marketing do Grupo Hotel Urbano, Roberta Antunes, justificou “Observamos elementos que sugerem a existência de um mercado potencial para pacotes turísticos de baixo custo, que poderiam ser viabilizados se combinassem formas de pagamento facilitadas para viagens de pequenas e médias durações e médias distâncias. Por isso criamos o Super Destinos”.

Os dados do mercado popular de turismo apontam que 16% dos turistas se hospedam em hotéis, pensões ou pousadas. 92% das viagens efetuadas pelo público de classe média fazem o pagamento á vista e costumam viajar nos finais de semana , em localidades próximas ou de média distancia percorrida.

Para conhecer o Super Destino, com ofertas de compras coletivas em  hotéis, pousadas e pensões com preço barato, basta acessar na primeira semana de fevereiro no endereço:  www.superdestinos.com.br

 

Sites compra coletiva

[adsense]

Os sites de compra coletiva, juntamente com os usuários, parceiros e profissionais do gigante mercado das compras coletivas foram a grande inspiração para tornar o site Bolsa de Ofertas uma referência nacional em notícias, informações e dados sobre a evolução do setor desde o seu início.

Aqui no Bolsa de Ofertas, encontramos um histórico de atuação com os primeiros passos do site Peixe Urbano, pioneiro das compras coletivas no Brasil, bem como o vertiginoso crescimento e aceitação por parte dos consumidores. Impulsionados pelo seu conceito inovador no modelo de negócio que oferece a oportunidade de comprar produtos e serviços em ofertas com descontos de até 90%.

A cada dia novos sites de compra coletiva foram surgindo nas principais cidades do pais, chegando em todos os recantos do pais. Em outubro de 2011 o Bolsa de Ofertas registrou quase 2 mil sites no Brasil. Com pouco mais de dois anos o mercado das compras coletivas, conseguiu o seu lugar na economia. Muitos já sumiram na mesma velocidade em que foram criados. Novas tecnologias e mudanças estão sendo incorporadas nas plataformas dos sites a cada dia. E os que estão mantendo uma gestão administrativa profissional, com estrutura organizacional e de investimentos apontam para uma consolidação e liderança do mercado.

Conheça aqui os 10 maiores sites de compras coletivas do Brasil, conforme dados estimados pelo site Alexa.com

1. PEIXE URBANO
2. GROUPON
3. CLICKON
4. HOTEL URBANO
5. PANK
6. AZEITONA PRETA
7. QUERO2
8. VITRINE COLETIVA
9. PESCA COLETIVA
10. CITYBEST

Para ver a última relação completa dos 50 maiores sites de compras coletivas do Brasil clique Aqui!

Peixe Urbano - Premiação Internacional 2

Peixe Urbano é indicado para prêmio de Tecnologia nos EUA

O site Peixe Urbano, o primeiro site que iniciou atividades na categoria de compras coletivas no Brasil, foi indicado como finalista para concorrer ao prêmio “ The Crunchies Award” na categoria Melhor Startup Internacional do Ano.  A premiação organizada por três conceituados blogs de tecnologia dos EUA, TechCrunch, GigaOM e o BentureBeat, com atuação na área de inovação, tecnologia e empreendedorismo.

Os organizadores já contabilizaram mais e 300 mil participantes que podem votar pela internet até o dia 29 de janeiro, em mais de vinte categorias. Entre estas o “Melhor Fundador”, “Melhor nova Startup”, “Melhor Investidor Anjo”.  O site Peixe Urbano estará ao lado a empresas de destaque internacional como Dropbox, Foursquare, Evernote, Instagram e Airbnb.

Os ganhadores serão apresentados no dia 31 de janeiro, durante uma cerimonia de Premiação a ser realizada no The Davies Symphony Hall na cidade de São Francisco no estado da California (EUA).  Para votar no site Peixe Urbano basta acessar  http://crunchies2011.techcrunch.com/vote/ até ás 23:59 horas do dia 29 de janeiro.

130 logo top50

Oferta Única e Hotel Urbano são destaques no Ranking TOP50

Mesmo com poucas alterações nas primeiras 10 colocações do Ranking Top 50, registramos nesta semana como destaques,  os sites Oferta Única que volta a figurar entre os 10 maiores sites de compras coletivas do Brasil, segundo os dados do Alexa.

E também destacamos a movimentação positiva do site Hotel Urbano que nas últimas quatro semanas subiu 30 posições, ao sair da posição 149 para a posição 119 dos indicadores alexa. Se continuar neste ritmo é possível que nas próximas 3 semanas esteja posicionado entre os 100 maiores sites da internet do Brasil, e com possibilidades de ameaçar a terceira posição do ranking TOP 50 ocupada pelo Clickon que hoje está na posição 87.

O lider do Ranking é o Groupon (46) seguido do Peixe Urbano (61) na segunda posição,   e o site Clickon (87) na terceira colocação do Ranking dos 50 maiores sites de compras coletivas do Brasil.

Registramos a movimentação positiva dos sites: Clube do Desconto que ganhou uma posição (+1p). Dos sites CupomNow (+2p), Grupara (+1p), CityBest (+7p), Caldeirão de Ofertas (+2p), Clickcupom(+2p), Muccaclub(+2p), Q.Peixada(+2p), MedaDescontos(+3p), C24(+2p), Kilouco (+4p), Compremos(+1p) e o site Ofertaleza(+2p).  Nesta edição registramos a chegada no Top50 dos sites Queroémais na 24ª colocação, do Serra Ofertas na 37ª e do site Kadz na 49ª colocação.

Entre os sites Agregadores de Ofertas não ocorreram ganhos nas colocações do Ranking. Mas verificamos que os sites Valejunto ganhou  44 posições nos indicadores do alexa e o site Ofertas Resumidas subiu 93 posições.   O primeiro lugar está com o site Save me (95) seguido do ApontaOfertas (309) na segunda colocação.

Segue os dados do TOP50:

 

parana

Deputados do PR aprovam lei que regulamenta as compras coletivas no estado

No final da legislatura de 2011 os Deputados da Assembléia Legislativa do Paraná, aprovaram em primeiro turno a Lei de iniciativa do Deputado Estadual Andre Bueno.  A proposta ainda passará por nova votação antes de entrar em vigor. O projeto indica que os sites de compras coletivas deverão ser regulados por lei e que devem oferecer aos seus usuários informações importantes sobre a empresa que está oferecendo um desconto, anunciar o telefone e outras formas de contato com os compradores.

O projeto ainda especifica a obrigatoriedade de informações que envolvam “possíveis complicações alérgicas” se a oferta se trata de produtos alimentícios. Antes de ser sancionada pelo governador Beto Richa, a proposta ainda passa por uma segunda votação para aprovação da redação final. As normas valem somente para os sites de compras coletivas com sede no Estado do Paraná.

Conforme justificativas para o projeto o deputado afirma que ” esta inovação [os sites de compras coletivas], por suas características, é muito salutar, desde que sejam observadas algumas regras simples, que visam proteger o consumidor final, que ao adquirir os produtos e serviços ofertados por essas empresas, está se inserindo em uma grande ação mercadológica e precisa estar ciente disso”, disse.

No texto do projeto proposto, os sites de compras coletivas deverão ter um telefone de contato disponível para que os usuários possam ter esclarecimentos de possíveis dúvidas, com número de telefone gratuito e com funcionalidades similares e caracteristicas de call center.

Na página principal do site (home) deve estar registrado o endereço físico da empresa responsável.A nova lei ainda prevê no caso de o número mínimo de compradores não seja atingido, o site deverá devolver o dinheiro em até 72 horas.

Algumas regras tambem foram definidas para a divulgação das ofertas que define seis informações obrigatórias em cada oferta, conforme segue:

1 – Endereço do site e telefone da empresa responsável pela oferta
2 – Quantidade mínima de compradores para a liberação da oferta
3 – Prazo mínimo de 6 meses para a utilização por parte do comprador
4 – Informações da quantidade de clientes que serão atendidos por dia e a forma de agendamento para a utilização da oferta
5 – Quantidade máxima de cupons que poderão ser adquiridos por cliente, bem como os dias da semana e horários em que o cupom poderá ser utilizado
6 – Em caso de produtos alimentícios, deverá constar na oferta informações sobre eventuais complicações alérgicas e outras complicações que o produto poderá causar

vale

Agregador de ofertas Vale Junto chega à Argentina

O site Agregador de ofertas Vale Junto é o quarto  maior agregador de ofertas do Brasil segundo o Ranking divulgado todas as semanas pelo Bolsa de Ofertas com dados do alexa.com .  O ww.valejunto.com.ar estará divulgando aos seus usuários argentinos as ofertas dos sites Clickon, LetsBonus (LivingSocial), Pezurbano(Peixe Urbano), Groupon, Agrupate, ElGrupazo e Groupalia, que são os principais sites de compras coletivas em atividade no país.

Após ter lançado em outubro  o site no México, esta iniciativa projeta a empresa rumo a internacionalização. Nessa expansão, segundo informações da assessoria, a empresa tem usado capital próprio.

A divulgação das ofertas pelo agregador vai atender mais de 20 cidades, entre elas Buenos Aires, Córdoba, La Plata, Bahía Blanca, Mendonza, Salta, Santiago del Estero, Santa Fé, Tucumán, San Luis, Catamarca, Formosa, Neuquén, Corrientes e Lá Rioja.

Segundo Bjarne Munkerod Andersen, sócio-diretor do Valejunto, “ Os argentinos, como os brasileiros, adoram aproveitar os descontos oferecidos por essa modalidade de oferta.”

O ValeJunto apresentará as principais ofertas de gastronomia, turismo, cultura, serviços, bares, moda, cursos e beleza entre outros  para  “los hermanos argentinos”.

groupon2

Pesquisa sobre possível afastamento de comerciantes derruba ações do Groupon

Alta das preocupações de comerciantes americanos leva a queda das ações do Groupon. Num dia em que a maioria dos principais mercados subiram, os papéis do Groupon caiu (GRPN) 1,36 dólares para fechar em 19,27 dólares em Nova York. As ações mais uma vez, foram negociadas  abaixo do nível da sua oferta pública inicial, que custou US $ 20 em novembro.

Após um bom início dos negócios pela manhã, surgiram notícias de uma pesquisa da Susquehanna Financial Group indicando que cerca de metade dos comerciantes que promoveram ofertas diárias locais não têm planos de fazê-lo novamente nos próximos seis meses. Isso foi suficiente para derrubar os preços das ações GRPN. As vendas começaram rápido.  Após bater nos 18,80 dólares, o mercado viu um bom patamar de compra, mesmo com alguma recuperação acabou fechando com 6,6% de queda no dia. Vamos ver os fatos para saber se foi apenas a divulgação dos dados do levantamento?

O que diz a Pesquisa

Havia muitos pontos positivos a ser considerado na pesquisa.  Por exemplo:  80%  daquelas empresas que responderam, estavam satisfeitas com as compras coletivas em geral. Além disso, 45% disseram que tinham conseguido mais clientes, como resultado da promoção, e 26%  disseram que elas representam um “novo canal de comercialização exclusiva e diversificada para os seus negócios.” Infelizmente, 23% dos comerciantes disseram que os descontos exigidos pelos sites de compras coletivas eram sua maior preocupação. “As duas maiores preocupações dos nossos entrevistados com as empresas de compras coletivas, são os altos níveis de descontos associados aos serviços / produtos oferecidos e taxas de repetência baixa de clientes depois de consumar um acordo”, aponta no relatório,  Herman Leung, analista do Susquehanna.

Ele apontou uma classificação “neutra” para negocios com as ações do Groupon (GRPN). O “rating neutro” nesta situação é inútil. Pois o dano já havia sido feito pelo relatório. É evidente que os acionistas se tornaram vendedores com base nas preocupações. De um modo geral, este relatório não mostrou nada de novo.  Comissão foi e sempre será um problema. Groupon, LivingSocial e outros poderiam aliviar alguma pressão dos comerciantes, oferecendo-lhes mais comissão do corte.

Para aqueles que querem ouvir de Groupon, não prenda a respiração. A resposta comum é “nós não comentamos sobre questões relacionadas com ações. “Mais uma vez, o mercado mostra o quanto é volátil o mercado de ações. Uma boa notícia e GRPN sobe até 10%, más notícias, e o preço cai 10%.  ”Se você não agüenta o calor, saia da cozinha” é um comentário que circula entre especialistas do mercado de Bolsa de Valores.

Fonte: Bloomberg

TOP50 - 2011 -180

Vitrine coletiva e Quero2 são destaques no primeiro Ranking TOP50 de 2012

[adsense]Os sites Vitrine Coletiva e Quero2 dão as boas vindas para o novo ano como destaques, ao ganharem novas colocações entre os 50 maiores sites de compras coletivas do Brasil.  O site Vitrine Coletiva (293) agora é o sétimo colocado na posição 293 e o Quero2 (379) chega na nona colocação segundo os dados de posicionamento do site alexa.com.

A liderança do Ranking TOP50 é do Groupon (46), em segundo vem o Peixe Urbano (57) e na terceira colocação está o site Clickon (85).

E o novo ano começa com força total para os sites:  Oferta Única, CidadeOff, Viajar Barato, Pesca Coletiva e Clickvantagens ganharam na semana uma posição(+1p) no Ranking TOP 50.   Também mostraram força os sites Originália (+2p), Panfleteria (+2p), Caldeirão de OFertas (+3p), Barato Coletivo (+4p), Cidade OFerta (+2p), Q.peixada (+2p), Imperdível (+4p), Os Mosqueteiros (+3p), Medadescontos (+4p), TopFeriasBrasil (+6p) e o site Compremos que ganhou mais 3 posições.  Retorna ao Ranking o site Citybest na 27ª ´posição e chegam pela primeira vez no TOP50 os sites Kilouco na 45ª colocação e o site Ofertaleza na 49ª colocação.

Entre os sites Agregadores a movimentação positiva para este início de 2012 aconteceu para os sites Guia das Promoções na sexta colocação e para o site Cuponzito na 10ª colocação entre os 10 maiores sites de compras coletivas, que tem o site Save me na liderança seguida do site Aponta Ofertas em segundo e Radar de Descontos em terceiro. Veja todas as colocações do Ranking: